Fome ou vontade de comer?

Uma grande confusão das pessoas, inclusive dos mais experientes, é não saber a diferença entre fome a vontade de comer.

Sim, isso é básico, mas pode ser um problema.

Fome é a necessidade de comer, que pode ser facilmente suprida com os alimentos pertencentes a dieta, como um omelete ou arroz e feijão. Não é específica. O indivíduo não tem fome de chocolate.

Quando se tem vontade de comer é diferente. Mesmo que a fome seja saciada, a pessoa tem aquela vontade de comer determinado doce ou prato específico, e independente do que tenha comido antes ou de quão satisfeita esteja, ainda sim vai querer esse doce.

A diferença entre a fome e a vontade de comer é simplesmente consciência. Sim, consciência.

Explico.

É preciso se auto-questionar o tempo a respeito dos hábitos alimentares. Por exemplo, se está com muita fome, o cérebro vai sempre propor alimentos mais calóricos e mais saborosos possível. Portanto, quando se está há muito tempo sem comer, se questione e primeiramente opte por pratos mais saudáveis. Dê alguns minutos e se questione se aquele doce ainda é necessário.

Muitas vezes não terá mais vontade, mas deve perceber as peças que seu cérebro vai pregar em você. Caso se questione demais, uma hora ele te convence que você precisa do doce, mesmo que nem tenha vontade. Louco né?

Se mesmo após a fome passar a vontade insistir, sugiro comer esse alimento logo após uma refeição principal ou junto com a refeição pós-treino, mas não deixe para comer quando estiver com fome, pois vai exagerar.

Outra questão que é necessário destacar é a fome social. Ou seja, a presença em eventos sociais que despertam vontade de comer. Sabe como percebe isso?

Se questione! Caso estivesse em casa durante sua rotina, você iria querer aquele alimento? Possivelmente não. Isso indica cautela ao consumir.

Muitas pessoas não conseguem manter dieta em eventos sociais, dizem ser difícil e que precisa aproveitar um pouco a vida. OK, primeiro é preciso compreender que quem estabeleceu isso foi você mesmo e que a comida ainda possui um certo controle sobre você. Reconhecendo isso, não há problema sair da rotina.

A recomendação fica para planejar este dia. Caso saiba que vai em um evento a noite, durante o dia reduza os alimentos mais calóricos e faça exercícios físicos buscando diminuir os impactos. Quando é planejado, dificilmente vai atrapalhar seus resultados. Isso funciona muito bem para pessoas moderadamente sociáveis, que participam de 1 a 2 eventos na semana. Agora, quando o indivíduo é muito ativo socialmente, é necessário um controle maior, sendo que em alguns pode ser preciso fazer a dieta antes de ir ao evento.

Se acredita que é preciso comer ou beber para se divertir, de novo, cuidado, pois a comida e a bebida possuem um forte controle sobre você.

E por fim, e mais importe, a fome emocional. Uma vontade quase que incontrolável de comer alguma coisa que muitas vezes é confundida com compulsão. Muito comum com pessoas que acumulam vontades, por exemplos pessoas que fazem dieta Whole 30 e depois dos 30 dias passam outros dias comendo sem controle.

Neste caso, é preciso muito cuidado.

Antes de comer o que deseja é necessário (obrigatoriamente) matar sua fome física antes.  Isso pensando no seu bem-estar.

Provavelmente o acúmulo de stress ou ansiedade está te direcionando para a fonte de prazer mais rápida possível, o que vai levar a exagerar, ter complicações gastrointestinais e se arrepender.

Depois de ingerir a comida, a concentração de grelina cai, dando origem à secreção de hormônios anoréticos, como colecistocinina (CCK), peptídeo YY (PYY) e peptídeo-1 semelhante ao glucagon (GLP1). Teoricamente, isso deveria fazer você parar de comer.

Mas quando opta por alimentos com maior densidade calórica, ricos em gordura e açúcar, aumenta as sinalizações dos mecanismos de recompensa, devido a liberação de opióides, endocanabinóides, GABA, serotonina e dopamina.

Agora soma, fome física com essa liberação exacerbada de prazer. E é aí que mora o grande problema.

Neste caso, controle-se. Faça uma refeição saudável. Espere alguns minutos e aí sim coma o doce que tanto deseja.

Mate a fome antes da vontade de comer.

Mais uma vez, precisa tomar cuidado pois nesses casos, a comida está te dominando e talvez precise ajuda psicológica.

Abs, Lincoln.

 

Ref: Nutrição comportamental – Alvarenga

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.