Esporte nem sempre é saúde

O esporte muda vidas.

História que não é só minha, muitas pessoas passam por isso.

Mas, infelizmente, pode ser prejudicial a saúde. Não pela prática em si, mas pela busca incessante por tomar atalhos para se tornar cada vez melhor.

Se você fizer uma pesquisa com atletas de alto rendimento aposentados, independente da modalidade, verás que a realidade de muitos não é mais tão glamurosa. Obesidade, dores crônicas, depressão.

Batistuta, ídolo do futebol argentino, por anos jogou futebol a base de anti-inflamatórios e infiltrações no joelho para suportar as dores, ainda durante a carreira. Após aposentado, cogitou a amputação das duas pernas pois não suportava as dores nos joelhos. Nada passava.

E como isso começa?

Em um estudo que li nesta semana, vi o relato de que uma criança de 6 anos de idade estava sendo encorajada pelo técnico e amigos mais velhos a perder 10% do seu peso para lutar wresteling em uma categoria menor e ter mais chances de ser campeão. Ter vantagem competitiva.

Será que essa definição de esporte é a mesma que eu e você temos? Não sei vocês, mas a minha não é. Começa cedo, e alguns passam a fazer qualquer coisa para vencer. Não confunda ser obstinado, ter objetivos, trabalhar duro pelo que sonha, com trocar a sua saúde por alguns dias de glória. São coisas diferentes.

Tomar remédios e outras substâncias a fim de mascarar a dor, evitar o tratamento para não ter que parar de treinar, vai contra qualquer adaptação saudável que busca melhora no rendimento.

É básico, tomar anti-inflamatório para poder treinar vai inibir sua evolução.

“Ah, mas sem isso eu sinto dor!” Exatamente, é seu corpo te dizendo que tem algo errado. Uma coisa é você tomar remédio visando tratamento. Outra coisa é você tomar remédio como se fosse um pré-treino. Pensa nisso!

O esporte é saudável para quem tem paciência. Aceita suas limitações e trabalha em cima delas para melhorar.

Para quem busca atalhos, pode ser o maior inimigo, tanto para saúde física, quanto mental.

Abs, Lincoln Almeida

 

 

Jackie L Buell, P et al. National Athletic Trainers’ Association Position Statement: Evaluation of Dietary Supplements for Performance Nutrition

1 comentário em “Esporte nem sempre é saúde

  1. I just want to mention I am beginner to blogs and honestly loved your web-site. Probably I’m going to bookmark your blog . You definitely come with excellent article content. Thanks for sharing with us your webpage.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.